29 de abr de 2013

Contador Honorário?

Uma notícia com a qual não me conformo:

O Conselho Regional de Contabilidade do Estado da Bahia, conforme divulgado no Boletim CRCBA Notícias 404 concederá o título de contador honorário ao prefeito do município de Salvador: "Em celebração ao Dia do Profissional da Contabilidade (25 de abril), no dia 03/05 realizaremos no Hotel Fiesta, em Salvador, o Seminário em Homenagem a Dia do Profissional da Contabilidade, ocasião em que homenagearemos o Prefeito Antônio Carlos Magalhães Neto com o título de Contador Honorário."

Imediatamente alguns questionamentos surgiram:
A classe contábil baiana foi consultada sobre essa "homenagem"? Em caso positivo, de que forma?
Que contribuições o citado senhor deu à classe contábil para que receba esse título? Quais os requisitos e/ou critérios objetivos este Conselho se valhe para prestar esse tipo de homenagem?
Que ações e/ou iniciativas um cidadão precisa ter para receber esse título? 
Isso é uma das iniciativas para promover o Ano da Contabilidade no Brasil?
Salvo engano o prefeito de Salvador tem formação na área de Direito. Será que algum regional da OAB tem a prática de conceder títulos de 'advogados honorários'?


Atualização do Post: 
Resposta do CRC-BA:
"As homenagens "Contador Honorário" e "Contabilista Benemérito" são instituídas pelas Resoluções CRCBA 473 e 474, de 2007, destinada a membros da sociedade civil organizada que tenham se destacado na promoção da valorização e do engrandecimento da figura do profissional da Contabilidade a cada dois anos.
As indicações para os homenageados são discutidas e votadas durante as reuniões plenárias do CRCBA, nas quais os Conselheiros eleitos pela classe contábil baiana têm direito ao voto.
A figura do prefeito Antônio Carlos Magalhães Neto como homenageado vem de sua participação, ainda como Deputado Federal, no processo de aprovação da Lei 12.249/2010, que consolidou o Sistema CFC - CRC's com sua instituição em Lei, inseriu os programas de educação continuada no rol de responsabilidades dos Conselhos de Contabilidade e determinou a aprovação do Exame de Suficiência da Classe Contábil como etapa imprescindível para a obtenção de registro profissional de Contabilidade. Por tal motivo, foi considerado pelo Plenário deste Órgão que a homenagem é justa e oportuna.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)