4 de set de 2014

Sete profissionais mais disputados

Um levantamento feito pela consultoria Robert Half mostra cargos em alta neste ano no Brasil.
Todos os profissionais são da área de negócios e a formação em faculdade de primeira linha em Contabilidade é um perfil de pelo menos três dos setes profissionais citados.
E tem estudante querendo levar o curso com a barriga. Não dá para levar a vida profissional com a barriga, pelo menos não por muito tempo!
Let’s study hard!

-- Gerente contábil
Por que está em alta: mercado enfrenta contínua escassez de profissionais que tenham domínio de inglês e perfil “parceiro do negócio”. Aumento da demanda, segundo a Robert Half foi de 17% no número de posições na área.
Perfil de quem é disputado: profissional com formação em contabilidade, CRC ativo, inglês fluente, atualizado com as normas contábeis brasileiras e internacionais, capaz de entender e influenciar o negócio e que tenha boa comunicação.
-- Gerente de riscos (mercado, crédito, liquidez, operacional)
Por que está em alta: bancos, como um todo, têm se readequado às novas legislações e adequado sua estrutura de acordo com as novas regulações do Banco Central. Por isso, a demanda em áreas de controles, compliance e risco tem tido uma demanda muito forte. Alta no número de posições foi de 50% no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Robert Half.
Perfil de quem é disputado: formação em cursos como contabilidade, administração, economia e engenharia e com experiência, de preferência, no perfil de cultura do banco que está contratando. Sempre muito analíticos, organizados e voltados para processos. Inglês fluente é mandatório.

-- Gerente de vendas
Por que está em alta: Com a economia menos aquecida, as empresas acabam apostando mais na força de vendas para alavancar os resultados e a rentabilidade. O movimento de profissionalização de alguns setores, especialmente os relacionados a serviços, tem tido impacto na demanda na área de vendas das empresas, segundo a equipe da Robert Half.
Perfil de quem é disputado: consultivo, com foco na necessidade do cliente e visão global de negócios. Segundo a equipe da Robert Half, estes são os profissionais que tendem a conquistar melhor remuneração dentro das organizações. O nível da formação acaba ficando em segundo plano e a experiência conta, principalmente, quando se trata de um produto e serviço específico e com relacionamento prévio com clientes-chave.

-- Gerente de marketing
Por que está em alta: com estruturas de marketing mais enxutas, as empresas têm apostado na figura do gerente dando a ele mais responsabilidade. Essa reestruturação em muitas empresas deu mais sinergia e resultou em equipes menores deve-se aos resultados abaixo do esperado em 2014 e a necessidade de readequação de metas.
Perfil de quem é disputado: formação em faculdade de primeira linha. Experiência internacional e domínio de idiomas são valorizados, sobretudo em multinacionais.

-- Engenheiro de vendas
Por que está em alta: engenheiro consultivo e integrado ao negócio ganha destaque em indústrias com área comercial técnica. É que a formação técnica do engenheiro permite que ele entenda a necessidade do cliente de forma mais efetiva sendo capaz de propor soluções completas e não apenas produtos.
Perfil de quem é disputado: conhecimento técnico aliado a habilidades de comunicação e negociação, visão estratégica e bom relacionamento interpessoal. Inglês fluente é uma exigência. Formação em faculdade renomada é diferencial, mas não é mandatório.

-- Gerente comercial/novos negócios para seguradoras
Por que está em alta: mercado de seguros vem amadurecendo no Brasil, segundo Fernando Mantovani, diretor de operações da Robert Half. “Cada vez mais os seguros têm se tornado um produto de consumo”, diz. Aumento no número de posições de gerente comercial, com foco em desenvolvimento de relacionamento em novas contas, foi de 20% em 2014, na comparação com 2013.
Perfil de quem é disputado: profissional com capacidade de gerar e conquistar novos clientes para aumentar a carteira. Experiência, capacidade estratégica para identificar as melhores oportunidades no mercado e foco em trazer negócios mais rentáveis.

-- Advogado sênior especializado em consultivo tributário
Por que está em alta: preocupação das empresas em fazer planejamento tributário que permita economizar dinheiro. De acordo com a Robert Half, a demanda cresceu tanto em empresas quanto em escritórios de advocacia terceirizados.
Perfil de quem é disputado: formação de primeira linha em cursos de direito e contabilidade. Experiência em empresas de auditoria - como PricewaterhouseCoopers, Deloitte Touche Tohmatsu, KPMG e Ernst & Young - é bastante valorizada.


Matéria publicada no portal Exame.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)