17 de nov de 2015

Clubes mais valiosos do futebol brasileiro

Um estudo recém lançado sobre as marcas mais valiosas do futebol brasileiro mostra os 24 clubes mais valiosos.  A lista é liderada pelo Flamengo, seguido pelo Corinthians e São Paulo.

Segundo o trabalho, editado pela LBDO Publicações, os clubes atingiram um valor recorde de R$ 8 bilhões em 2014.  Isso ocorreu porque perceberam seus potenciais e estão alertas de que o processo de marcas (branding) pode gerar um “rentável ciclo para os negócios ao longo dos anos”.

A pesquisa foi feita com base em dados financeiros dos clubes, perfil e hábitos dos torcedores, dados de marketing esportivo, além de informações econômicas e sociais dos mercados nacional e local em que eles atuam.

Ranking dos maiores clubes do País por Receita Total
(Referência 2014)

1 – Flamengo (RJ):  R$ 347,027 milhões (+27% em relação ao ano anterior)
2 – Corinthians (SP):  R$ 294,440 milhões (-7% em relação a 2013)
3 -  São Paulo (SP):  R$ 253,381 milhões (-30%)
4 -  Palmeiras (SP):  R$ 244,109 milhões (+38%)
5 -  Cruzeiro (MG):  R$ 223,162 milhões (+19%)
6 -  Grêmio (RS):  R$ 212,124 milhões (+10%)
7 -  Internacional (RS):  R$ 205,086 milhões (-21%)
8 – Atlético MG:  R$ 178,943 milhões (-21%)
9 -  Santos (SP):  R$ 169,938 milhões (-11%)
10 – Botafogo (RJ):  R$ 163,445 milhões (-10%)
11 – Atlético PR:  R$138,739 milhões (+62%)
12 – Vasco da Gama (RJ):  R$ 129,194 milhões (-18%)
13 – Fluminense (RJ):  R$ 122,271 milhões (-2%)
14 – Coritiba (PR):  R$ 87,283 milhões (-10%)
15 – Bahia (BA):  R$ 75,780 milhões (+17%)
16 -  Goiás (GO):  R$ 66,719 milhões (+20%)
17 – Vitória (BA):  R$ 61,835 milhões (-5%)
18 – Sport (PE):  R$ 60,797 milhões (+18%)
19 – Criciúma (SC):  R$ 43,280 milhões (-4%)
20 – Figueirense (SC):  R$ 41,882 milhões (+79%)
21 – Avaí (SC):  R$ 30,157 milhões (+57%)
22 – Joinville (SC):  R$ 28,674 milhões (+31%)
23 – Ponte Preta (SP):  R$ 22,416 milhões (-51%)
24 – Náutico (PE):  R$ 15,956 milhões (-65%)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)