3 de mai de 2012

Questionário de pesquisa: Precificação de ação

Questionário de pesquisa para Tese de Doutorado do Programa Multiisntitucional e Inter-regional de Pós Graduação em Ciências Contábeis - UnB, UFPB e UFRN.
Objetivo: investigar por meio de um experimento o processo de avaliação dos indivíduos num contexto de mercado de capitais.
Autor: Diogo Henrique Silva de Lima

O estudo consiste na precificação da ação de duas empresas em cinco momentos distintos com base nas informações disponibilizadas no experimento. O respondente terá que avaliar e atribuir um preço a cada ação em cada situação evidenciada, considerando apenas os contextos apresentados.

Observações: A pesquisa tem cunho estritamente científico. Os dados fornecidos terão tratamento estatístico sem divulgação dos nomes das pessoas envolvidas. O experimento é bastante simples, composto por questões de rápida resolução de forma que sua duração é de alguns minutos. 

O respondente que acertar, ou mais se aproximar, do preço correto de pelo menos uma das ações ganhará um prêmio social. Em nome dos dois vencedores (ou de um, se o mesmo participante acertar o preço das duas entidades) serão feitas duas doações para a Liga Norteriograndense contra o Câncer no valor de R$ 250,00 cada uma. A entrega da doação será documentada, sendo os respectivos comprovantes enviados para todos os participantes do estudo.

A Liga Norteriograndense contra o Câncer é uma instituição sem fins lucrativos referência na assistência médica, diagnóstico e tratamento especializado contra o câncer, além de outras esferas da atenção oncológica, como prevenção, acompanhamento, reabilitação e cuidados paliativos a pacientes atendidos pelo SUS em todo estado do RN.

Link para o questionário: https://www.surveymonkey.com/s/FZRRF3N 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)