30 de out de 2013

Artigo sobre Tributos sobre o lucro

Olá pessoal,
Programei uma visita ao meu amado Estado de origem no mês de outubro (para os que ainda não sabem, eu sou baiana! Como costumo dizer: Eu mereci!). Dois foram os motivos da viagem: visitar a família, na saudosa Feira de Santana, e participar da XI Convenção de Contabilidade da Bahia, promovida pelo CRC-BA. Nesse encontro, que reúne profissionais de Contabilidade de todo o Estado da Bahia, tive um trabalho aprovado para apresentação, cujo título é  Determinantes da Alíquota Efetiva de Tributos Incidentes sobre o Lucro de Empresas Brasileiras.
Isso mesmo: um trabalho na área tributária! Mas na verdade não é bem um artigo de conteúdo tributário per si, mas com interface entre reportes contábeis e tributos sobre o lucro. Meus trabalhos de pesquisa são mais direcionados para a área de Contabilidade e Finanças Públicas e também Contabilidade Financeira. Mas a elaboração desse artigo, a partir da proposição feita em uma das disciplinas do Doutorado, foi um desafio, que me permitiu conhecer o estado da arte da pesquisa envolvendo contabilidade e tributos sobre o lucro e expandir possibilidades de áreas de pesquisa.
A apresentação que fiz do trabalho na Convenção foi um momento bastante interessante, pois contou com a participação de pessoas que vivem essas questões em seu cotidiano profissional e que me desafiaram com questionamentos e peculiaridades que só são acessíveis a quem vive o “chão de fábrica”. Os questionamentos e sugestões dadas certamente contribuirão para o aperfeiçoamento do trabalho (Agradecimentos especiais aos contadores Wellington Cruz, presidente do CRC-BA, tributarista e debatedor na sessão e Andrea Barbosa).
Por fim, mas não menos importante, o artigo foi laureado com o prêmio de melhor artigo apresentado na convenção! Isso muito nos alegra, principalmente porque, apesar de ser um evento de caráter mais profissional do que acadêmico, a maior parte dos trabalhos apresentados foi de autoria de estudantes de Graduação em Ciências Contábeis, professores, mestrandos e doutorandos.
Segue o resumo do artigo:

O objetivo do estudo consiste em identificar a alíquota efetiva de tributos sobre o lucro (Effective Tax Rates – ETR) de empresas listadas na BM&FBovespa para verificar a possível presença do gerenciamento tributário ao confrontar a ETR calculada com a alíquota total dos tributos sobre o lucro e identificar possíveis características das empresas (tamanho, rentabilidade, endividamento, despesas tributárias diferidas e setor econômico), potencialmente relacionadas com o gerenciamento tributário. A investigação se justifica quando se considera a elevada carga tributária a que estão sujeitas as empresas no Brasil, o que segundo a literatura, constitui um incentivo para a prática de gerenciamento tributário e também pelas mudanças porque vem passando a Contabilidade no Brasil nos últimos anos. O estudo compreendeu os anos de 2006 a 2010, resultando em um painel com 870 empresas-ano, cujos dados foram obtidos na base Economatica. Os resultados indicaram que, em geral, as empresas brasileiras apresentam uma ETR significativamente menor que a alíquota de tributos sobre o lucro prevista na legislação fiscal; as variáveis representativas de tamanho e despesas tributárias diferidas das empresas apresentaram uma correlação negativa com a ETR; a variável representativa do nível de endividamento das empresas apresentou relação positiva com a ETR; a variável representativa da rentabilidade das empresas não se mostrou significativa. Além disso, o modelo de regressão estimado revelou que a variável setor econômico pode contribuir para explicar as variações na ETR.

9 comentários:

  1. Claudia,
    Você vai disponibilizar o artigo completo para consulta? Achei o tema interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antonio, obrigada pelo acesso ao blog. Em breve o artigo deverá ser publicado em uma revista. Mas posso disponibilizar o texto sim.

      Excluir
  2. Parabéns!!!!! E você super mereceu ser baiana. Aliás, nós merecemos você ser!!! S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bel! Você é dez! Quero tirar você no amigo oculto!!! Mas será que vai ser fácil definir o presente para alguém tão singular?

      Excluir
    2. Rsrsrsr amiga... vou burlar o site e fazer um tira-tira panelinha entre as meninas! Haushauahsu ;) Deixa eu avisar para o público que é brincadeira pq vai que a gente se tira mesmo e alguém leva a sério né!? Rsrsrsrsr S2

      Excluir
    3. Estou sabendo, viu?! kkk

      Parabéns, pelo trabalho e pelo prêmio. É muito bom ter seu trabalho reconhecido.

      Geralmente nós, da pós stricto, não participamos muito desses eventos mais regionais. Porém isso é muito importante. Importante, principalmente, para estimular outras pessoas a fazerem a pós e perceberem o que estamos pesquisando. Parabéns principalmente por isso!

      Excluir
    4. Obrigada, Felipe! É isso mesmo! Fiquei positivamente surpreendida com a qualidade dos trabalhos lá. A maioria de professores, alunos de mestrado e doutorado.

      Excluir
  3. Parábens você disse pra que veio: brilhante apresentação, inédita metodologia de pesquisa, de relevante impacto no cenário tributário do Brasil e que com certeza é digno deste título. Fui ao seminário por intuição e por valorizar muito seu Blog, aí te conheci e foi um prazer pra mim e outros presentes que admiraram e já utilizaram outros artigos seus no campo profissional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andrea! O prazer foi todo meu em conhecê-la. Espero poder ajudar sempre. Escolhi atuar na área de Ciências Contábeis e na área acadêmica exatamente para contribuir para a melhoria da nossa área, tanto na formação de novos profissionais como no entendimento e elucidação de tantas questões que permeiam o dia a dia de quem trabalha com Contabilidade. Abração

      Excluir

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)