3 de abr de 2011

Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

As questões a seguir devem ser respondidas com base no CPC 09 - Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

1) Na DVA, como devem ser tratados os impostos recuperáveis por ocasião da aquisição de mercadorias?

2) Na DVA, como é tratada uma Provisão para Reclamação Trabalhista?

3) Como são tratadas, na DVA, as participações de administradores e empregadores no Lucro da empresa?

4) Que regime orienta a elaboração da DVA, de caixa ou competência?

5) Na DVA, quais as possíveis destinações do Valor Adicionado?

6) Quais as principais diferenças entre DRE e DVA?

7) Os Juros sobre Capital Próprio e Dividendos na DVA devem ser considerados em regime de caixa ou de competência?

8) Por que dividendos distribuídos relativos a resultados apurados em exercícios anteriores não devem ser considerados na DVA?

9) A empresa CSBA está construindo um imóvel para compor suas instalações. Todos os materiais necessários foram adquiridos de terceiros e a mão-de-obra é própria. Todos os gastos incorridos no processo de construção foram registradas no Ativo Não Circulante – Imobilizado, na conta Imobilizado em Andamento, ou seja, não transitaram pelo resultado. Qual deve ser o tratamento desses valores na Demonstração do Valor Adicionado?

10) Qual o tratamento a ser dado aos impostos em regime de Substituição tributária na DVA?

11) Na DVA o que pode ser considerado sob a rubrica Perda/Recuperação de Valores Ativos?

12) Na DVA como é tratada a mão-de-obra terceirizada? Por quê?

13) É possível haver valor adicionado positivo quando a empresa apura prejuízo num dado exercício? Dê exemplos.

14) É possível apurar Valor adicionado negativo na DVA? Explique.

15) Na elaboração da DVA para Bancos, qual o tratamento a ser dado as receitas obtidas pela prestação de serviços de cobrança?

16) Que informações relevantes podem ser extraídas da DVA?

17) Por que a Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (quando constituída e/ou revertida) deve ser evidenciada na DVA?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)