13 de mai de 2010

Mapa da Injustiça ambiental no Brasil

Fiocruz lança mapa da injustiça ambiental no Brasil
Mônica Nunes/Débora Spitzcovsky - 13/05/2010

A ENSP – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, lançou o “Mapa da Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil”, que identifica casos em todo o país de grupos de pessoas atingidos por projetos de desenvolvimento, realizados pelo governo ou por empresas, que trouxeram impactos negativos para o meio ambiente e, consequentemente, para a saúde da população local. O mapa, produzido em parceria com a Fase – Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional, já reúne cerca de 300 casos de injustiça ambiental no país, que ocorrem nas mais diversas regiões, como cidades, campos, florestas e zonas costeiras. Aberto a consulta pública, o Mapa está disponibilizado na internet. A partir de um sistema de busca vinculado ao GoogleEarth, é possível pesquisar online, por Estado ou palavra-chave, os conflitos gerados por injustiças ambientais no país. Além de acompanhar a situação do conflito, o internauta tem acesso às ações que estão sendo realizadas por ONGs ou pela própria população para minimizar os impactos das injustiças ambientais. Isso porque a intenção da iniciativa não é apenas listar territórios onde acidentes ambientais afetam diferentes grupos de pessoas, mas também apoiar as populações que sofrem com esses incidentes, tornando suas causas públicas. Para acessar o site do “Mapa da Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil”, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)