26 de fev de 2011

As normas IFRS não são neutras (II)

Efeito contábil afeta lucro da BRMalls no ano

Texto de na Luísa Westphalen - Valor Econômico 25/02/2011

A BRMalls encerrou o ano passado com um lucro líquido de R$ 494,9 milhões, quase a metade do ganho apurado em 2009, de R$ 1,1 bilhão. A queda foi atribuída ao ajuste no valor justo dos ativos de propriedade para investimentos, de acordo com o diretor financeiro da companhia, Leandro Bousquet.

Ele explica que a adequação contábil vem sendo feita desde o quarto trimestre de 2009, assim como a linearização das receitas de aluguel e cessão de direito de uso. As demonstrações financeiras divulgadas hoje seguem o padrão contábil internacional (IFRS).

Além disso, durante o ano passado, a empresa retomou as aquisições, com a conclusão de dez transações envolvendo oito shoppings, no quais foram investidos cerca de R$ 1,3 bilhão. Até dezembro, a BRMalls detinha participação em 40 shoppings. A área bruta locável (ABL) própria cresceu 27%, alcançando 1.173,2 metros quadrados.

A receita líquida da BRMalls, maior empresa integrada de shopping centers do país, cresceu 39,2% na comparação anual, alcançando R$ 546,4 milhões.

O lucro antes de juros, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado para os efeitos da linearização das receitas de aluguel, totalizou R$ 431,2 milhões, o que configura um avanço de 35% em relação a 2009. A margem Ebitda ajustada, no entanto, recuou de 81,4% para 79,8%.

Hoje foram anunciadas mais quatro expansões, do Shopping Recife, Natal Shopping, Independência Shopping e Norte Shopping, que devem adicionar uma área bruta locável (ABL) própria de 14,9 mil metros quadrados. No total, os nove projetos de expansão em curso exigirão R$ 388,8 milhões de investimento próprio até 2013.

O nível de ocupação apurado pela companhia é recorde, com taxa média de 98,3% da ABL total. O aluguel nas mesmas lojas (que considera estabelecimentos há pelo menos um ano em operação) avançou 9,3% no ano passado, beneficiado pelos reajustes, que acompanham o IGP-M.

As vendas nas mesmas lojas registraram 14,1% de crescimento. No ano, os custos de aluguéis e serviços totalizaram R$ 60,5 milhões, um aumento de 87,7% em relação a 2009.

Durante o quarto trimestre do ano passado, a BRMalls registrou lucro líquido de R$ 289 milhões, bem abaixo dos R$ 902,5 milhões apurados no mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado avançou 25,6%, para R$ 138,2 milhões, com a margem passando de 85,1% para 76,8%. De outubro a dezembro de 2010, a receita líquida da empresa cresceu 43,9%, alcançando R$ 185,9 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)