2 de fev de 2011

Falhas e Falta de Auditoria

Anefac critica falta de transparência no caso PanAmericano

Fonte: Valor Online, texto de Vanessa Dezem (01/02/2011)

Faltam informações e transparência no caso do banco PanAmericano. A afirmação é do diretor de economia da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Roberto Vertamatti. Segundo o especialista, o mercado ainda espera o esclarecimento de muitas questões que envolveram o rombo da instituição, agora estimado em R$ 4 bilhões.

O caso colocou luz sobre a capacidade de as auditorias em captarem fraudes. Vertamatti afirma que tem caído a qualidade dos trabalhos das auditorias no Brasil, diante da pressão sobre os custos dos serviços, que têm sido remunerados de forma insuficiente.

"Hoje a auditoria está muito mais voltada para cumprir procedimentos, do que fazer a função de auditar propriamente", acrescentou um executivo do setor, que preferiu não se identificar.

Vertamatti criticou também o sistema de rodízio obrigatório de auditorias, a cada cinco anos, para as companhias abertas. A presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Maria Helena Santana, informou que o sistema será mantido, exceto para as instituições financeiras, cuja substituição obrigatória foi eliminada pelo Banco Central em 2008.

"Sou contra o rodízio. Ele vai continuar pressionando o auditor a fazer um serviço rápido. As próprias auditorias já fazem rodízio de seus técnicos", enfatiza Vertamatti.

O presidente da empresa de auditoria Directa, Ernesto Rubens Gelbcke, por outro lado, lembra que o mercado está muito concentrado nas grandes auditorias e o rodízio gera a oportunidade de as demais companhias atuarem.

A CVM divulgou que incluiu as empresas de auditoria no Plano Bienal de Supervisão Baseado em Risco, o que promove a inspeção mais intensa das atividades dessas instituições.

Ontem (31/01/2011), foi fechada a venda do banco para o BTG Pactual, que passa a ser responsável pela dívida do PanAmericano com o Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

A Anefac anunciou hoje sua nova diretoria. O presidente para a gestão 2011 da associação será João Carlos Castilho Garcia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para as discussões de ideias contábeis e outras mais. Obrigada!

“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)